quinta-feira, setembro 25, 2008

Em nome da verdade

Há algum tempo, Helena Silva, a mãe do "menino azul" foi alvo de processo em tribunal, movido por uma empresa de limpezas, que doou dinheiro para os tratamentos do filho, por esta «não provar que o dinheiro que recebeu» tinha sido empregue na doença do filho.
Supostamente isto baseou-se no depoimento de um ex-colaborador da mãe, de nome Paulo Leal, que a acusava de ser «uma mulher capaz de grandes vigarices». Paulo Leal acusou Helena Silva de não gastar os fundos que recebeu nos medicamentos do filho e de esconder o verdadeiro valor dos subsídios que recebia. Chegou mesmo a acusá-la de nunca ter viajado para os Estados Unidos, país onde Helena Silva disse ter estado com o filho internado. Aparentemente, Helena Silva disse que não tinha provas das despesas com o filho nem provas da viagem aos Estados Unidos porque Paulo Leal as tinha roubado.

Agora, Paulo Leal confessa que todas as acusações que proferiu contra a mãe do ‘menino azul’ são «falsas» e que visaram «denegrir» a sua imagem a pedido de uma empresa de limpezas que tem um litígio com Helena Silva e que lhe terá alegadamente pago 25 mil euros pelas acusações. Paulo Leal, diz que foi «fraco» e que agiu «por dinheiro». Diz que recebeu 25 mil euros em troca de documentos que tirou à mãe do ‘menino azul’ para esta não os poder apresentar e defender-se das acusações de não empregar os subsídios em cuidados clínicos. Roubou-lhe ainda o passaporte, pois era a única prova de que tinha estado nos Estados Unidos.

Paulo Leal afirma-se «arrependido» e diz que prefere ir novamente preso do que viver com «o peso na consciência» de ter estragado a vida «à melhor mãe que Portugal tem». «Pensei várias vezes em suicidar-me. Prefiro morrer a ter de viver com o remorso de fazer isto ao Emanuel», afirma.

Helena Silva recebeu a notícia do arrendimento de Paulo Leal com um choro profundo. «Ele vendeu-me», diz. Segundo conta, as acusações reproduzidas na primeira página de um jornal estragaram-lhe a vida. «O povo tentou matar-me. Cuspiram-me na cara. Rasgaram-me os cheques do correio e fiquei sem dinheiro para comer. O Emanuel só comeu com a ajuda de vizinhos».

A mãe do ‘menino azul’ conta que ninguém quis saber se as acusações eram verdade ou mentira. «Ninguém se preocupou com o meu filho, que ia tendo um ataque do coração, quando fui perseguida e pensei que me matavam». Helena Silva não entende as razões de Paulo Leal, em quem confiava e passava documentos para este digitalizar. «Era uma pessoa de confiança, que me ajudava a organizar exposições e a ter os documentos em ordem».

A mãe do ‘menino azul’ garante que nunca usou indevidamente um único cêntimo recebido para o Emanuel e afirma que é hoje uma «outra mulher», «sem força para tirar os olhos do chão».

De facto, quantos de nós já apontámos o dedo para denegrir a imagem de alguém? E quantos de nós já sentimos na boca a amargura da injustiça da calúnia ?
Que nessas alturas não faltem as forças para olhar em frente, sobretudo diante dos que acusam e caluniam. Mesmo que os olhos chorem, mesmo que o silêncio seja a defesa dos que nada têm a dizer a quem já sabe o que teria a ouvir.

Recordo-me que em tempos, uma outra "Helena Silva", solitária acolheu nos braços e afagou no peito o mesmo homem que durante a sua vida a caluniou, quando nos seus últimos momentos, moribundo lhe pedia desculpa por tudo o que lhe havia feito.

Diz-se que errar é humano e perdoar é divino. Mas afinal somos todos humanos e dificilmente somos capazes de esquecer para poder perdoar de facto.

Muitas são as vezes que mesmo cruxificados qual Cristo pelos que nos açoitam na consciência da maldade, ora nos tornamos leões perante as agruras da vida, ora somos cordeiros perante a verdade que acaba por vir ao de cima, mesmo quando chega tarde demais.

2 comentários:

cαтια. disse...

Fiquei perplexa. Como é possível chegar-se tão baixo, pondo uma criança em risco de vida apenas com um obfectivo: o dinheiro? Que homem medíocre.

O que vale é que a verdade vem (quase) sempre à tona.

Um beijinho*

rosa maria disse...

vejam o blog deste meninop azul www.menino-azul.blogspot.com belas novidades com documentação das calunias da empresa que fez vejam não vão perder nada